domingo, 9 de dezembro de 2007

Não pesquei! Mas... Houve quem pescasse!

Isto é assim! Cada um tem o que merece!

Eu estou para aqui a trabalhar que nem um desalmado!

Ele é avaliações! Ele é actividades internas da escola e mais sei lá o quê! Depois há uns sortudos que conseguem tirar um dia ou outro, durante a semana e pronto!

Chegam aqui, leêm umas coisas, mais uns telefonemas daqui e outros dacolá; mais uma procura de pesqueiros, mais umas sondagens e pronto, vá de Pargos para cima!

Fora de brincadeiras, o Amorim... Passou-se!

Na Quarta Feira passada, muniu-se de isca, conhecimento, materiais e muita fé, e, ao fim do dia estava-me a telefonar para me dizer, balbuciando de felicidade: oh Ernesto, vai lá ao mail, que tens lá umas fotos de uns peixes que apanhei assim, e, depois assado... E as palavras saíam-lhe aos bocados e as frases, nem sei como! Mas que estava feliz, era um facto incontornável!

Parabéns Amorim!

Há que insistir e continuar! Há gente que pesca uma vida inteira e não é capaz de ouvir! Ou, por ser tão enganada, não quer acreditar!

Impossibilitado de pescar, sinto-me bem em mostrar aqui, as vitórias de outros companheiros!

Deixo-vos com a foto do homem!

Não sei é se não vai rebentar com o ecran, de tão inchado que está! (e os smilies!? Tanta falta que fazem em momentos como este!?)

5 comentários:

Amorim disse...

Inchado eu!? Só se for quando falo no que tenho aprendido com o grande Mestre Ernesto e de toda a sua disponibilidade para passar aos outros quase tudo o que sabe. Agora a receita para apanhar bichos destes já aprendi; ouvir quem realmente entende do assunto,atar os egos ás chumbadas e espetar juntamente com as iscas, toda a humildade de que somos capazes. O resto é acreditar e muito positivismo, podem crer que resulta.
E agora dedicada ao meu MESTRE e porque "ele" é de Setubal terra do Bocage, a quadra que eu inventei quando estava a puxar o primeiro.

Nossa Senhora dos aflitos
ajuda-me a puxar este pra cima
pois,mesmo que o chame gritos
não está cá o Ernesto Lima.

Para o companheiro de verdade

Um abraço

Amorim

Anónimo disse...

Muito bom Amorim, sem duvida um gajo saber ouvir e meio caminho andado para o conhecimento.

Ernesto Lima disse...

Viva Pessoal!

Grato pelos Vossos comentários!

Quanto ao leitor anônimo, não me leve a mal, gostaria que mesmo sendo anõnimo, pusesse uma qualquer identificação! Sei que não será por mal, mas gosto de ter pelo menos um nome ao qual me possa dirigir!

Quanto ao Amorim!

Gosto da tua veia poética!

Quanto à denominação de Mestre, não me sinto muito bem! Passo a explicar!

Para mim, Mestres, são aqueles homens que há anos se sustentam e aos seus, com bom e mau tempo! Que olham para o mar como o tudo e o nada e que têm que lá ir, nas piores condições, ficando por lá muitas vezes, porque quiseram livrar as artes!

Homens com segredos que pescam à mão, sem pruridos e que conhecem os fundos como a palma das suas mãos e com eletrónicas rudimentares e até sem elas, comparado com eles, só me posso considerar um interessado que a toque de procurar e falar com eles, fui aprendendo alguma coisa!

Daí, a denominação de Mestre, para a minha pessoa, não se aplica!

Abraço!

Amorim disse...

Entendido Mestre Ernesto.
Agora fora de brincadeiras, compreendo perfeitamente a tua analise do que é ser um mestre e estou do mesmo lado quando toca a respeito por essa gente valente. Mas como mestre tambem pode ser professor, aí o stôr vai ser sempre o meu mestre,passando no entanto desde já a não usar a denominação em publico, porque o respeitinho é uma coisa muito bonita.

Um abraço ao... Ernesto.

Amorim

(Os smailes davam mesmo geito )

Filipedoso disse...

Parabens ao amigo Amorim pelos lindos exemplares e cumprimentos ao ......
Ernesto hehehe pelos vistos e comentario do amigo Amorim um tanto por cento das capturas sao do seu merito,espectaculo quando as pessoas se compreendem bem.

Abracos

FC