terça-feira, 17 de setembro de 2013

Mundial de Pesca Embarcada de Alto Mar e... leiam por favor.


Não sou muito ligado à competição de Pesca de Alto Mar, em Barco Fundeado; mas, respeito o esforço dos atletas, dos organizadores, patrocinadores, marcas, importadores, lojistas, apoiantes, em suma, de todos aqueles que trabalham em prol da modalidade e da competição a ela ligada.

Não bastava a pouca divulgação que teve este evento, obrigando-me a uma "mea culpa" por também não ter falado no assunto por aqui; mas, eis senão quando, o jornal "Record", coloca a notícia que se segue:


Depois de ter conhecimento da mesma, através duma publicação no site Porto de Abrigo, senti necessidade de falar sobre o assunto.

Repare-se que a foto é de um momento de eventual competição de águas interiores, contra o que nada tenho, mas certamente não gostariam os pescadores presentes de ter uma imagem dum grupo de pessoal, num barco, a pescar no mar, ilustrando este seu momento.

Se repararem, as fotos estão indicadas como sendo cedidas ou pertencentes à Federação Portuguesa de Pesca Desportiva, devendo antes ter sido cedidas por, ou solicitadas a: Federação Portuguesa de Pesca Embarcada de Alto Mar.

Não faço ideia como foi isto acontecer, mas o jornalista, mesmo que não seja pescador, se tivesse com algum cuidado e atenção, veria certamente que a foto nada tem a ver com alto mar ou embarcações, pelo que me atrevo a dizer que esta notícia passa, entre outras nada boas, a seguinte imagem: quem a montou e quem a deixou publicar, são incompetentes. Talvez sim, talvez não... mal me quer, bem me quer.

Outra imagem que passa, tem a ver com a pouca importância dada à modalidade pelo dito jornal, não retirando tal, o rótulo de incompetência deixado anteriormente no ar, o qual, só falta colar definitivamente.

A notícia é pequena e rápida... ao menos podia ser ilustrada de forma profissional e competente, face à modalidade e à importância do evento para os seus praticantes que... merecem respeito como qualquer outro atleta de alta competição.

Já desabafei sobre este assunto e antes de me despedir quero deixar os meus sinceros parabéns aos Atletas Portugueses, pelo honroso segundo lugar, fruto certamente de muito trabalho, muita dedicação..., bem visíveis, atendendo às excelentes prestações a que nos têm habituado.

Boa noite a todos os leitores.

11 comentários:

Roberto Vicente disse...

Boas,

Amigo Ernesto, é de extrema incompetência e falta de profissionalismo dos Srs. Jornalistas, mas infelizmente é o que temos, tinham o artigo e foram ao arquivo procurar uma imagem de pesca e voila, uma notícia editada.

Quanto à notícia em si, foi muito bom.
Deixo aqui também os meus parabéns aos atletas pela prestação.

Cumprimentos,
Roberto

Antonio Pardal disse...

Um exemplo aqui, outro exemplo alí, outro acolá, cada vez mais me convenso que a estupidez e inevitável incompetência (em todos os sectores)está a alastrar de uma forma assustadora nesta cada vez mais "República das Bananas"

Abraço

Ernesto Lima disse...

Viva Pessoal

É de facto assim que funciona Roberto Vicente... vão ao arquivo e escolhem uma foto que convém, seja da modalidade em causa. Mas caramba, não vejo mar nem barcos.
Quanto à notícia ter saído, já não é mau... mesmo mau é perceber que o interesse por outras modalidades, para além do Futebol, onde o pormenor e a repetição são para mim cansativos, não se preocupam muito ou quase nada. Nem com a apresentação da notícia.

Era o mínimo.

Abraço

Unknown disse...

Boas

O "Record" já substituiu aquela foto por uma do desfile das equipas.
Mas nem uma palavra mais...

Abraço
Vira

Ernesto Lima disse...

Boas Vira!

Grato pelo comentário.

Ouviram, mudaram e falar sobre tal, nem pensar nisso... ficam à espera que o assunto morra por si, o que me parece, acontecerá rápido.

Nem sequer falaram dos nomes dos atletas melhor classificados, o que considero uma falta de respeito evidente.

Qualquer jogador de Futebol medíocre, teria direito a linhas intermináveis se marcasse um penaltizinho ou outra coisa qualquer, num qualquer jogo da nossa miserável 1.ª liga de 3 ou 4 clubes... os outros nem sequer contam, até mesmo para os pasquins desportivos.

Abraço

Anónimo disse...

Boa noite Sr. Ernesto
Primeiro deixe-me congratulá-lo pelo excelente blog, a alguns anos que o sigo mas é a primeira vez que comento.
Não é bem um comentário mas sim uma dúvida quanto ao uso dos coletes em acção de pesca. Talvez me saiba esclarecer visto que tenho barco próprio e é para me divertir e não para me chatear.
Li que o uso deles se referia a pesca embarcada fundeada ou a deriva. A minha questão é se ao corrico aos robalos também tenho de ir de colete envergado? Sempre ou só quando mexo na cana? Ás vezes levo o meu filho e a minha mulher comigo, e enquanto eles apanham sol eu ponho uma amostra na agua e tento apanhar um robalinho, será que nesse caso temos todos de vestir os tais "aux. de etc etc"?
Peço desculpa por me alongar, nem sei se será aqui o sitío para esta questão, mas gostaria de ser informado por alguém competente.
Muito obrigado,
Gonçalo Pinheiro
Cascais

Ernesto Lima disse...

Boa noite Sr. Gonçalo Ribeiro (eu retirava os Srs., mas pronto! Rsrsrr).

Grato pelo comentário.

Sobre a questão que me coloca, nem sei muito bem o que lhe responda, mas servindo-me da lei e do que tenho ouvido, cá vai:

O decreto lei 101/2013 de 15 julho que entrou em vigor no passado dia 26 de Agosto e vem alterar o anterior decreto lei 246/2000 de 29 de Setembro, trouxe-nos esta nova pérola legal que não estando ainda regulamentada por portarias, deixa no ar uma quantidade de perguntas e dúvidas enormes.

Desde a definição de "exercício de pesca lúdica embarcada", passando por "auxiliares individuais de flutuação aplicáveis", existe todo um mundo de questões a resolver.

No caso da Capitania do Porto de Sines, recorreram ao artigo 10.º do código civil, que permite a analogia a leis já existentes na mesma área, para aplicar o que entretanto já se escreveu e falta regulamentar, para definir que desde que o barco leve canas prontas para a acção de pesca e esteja em operação, será obrigatório o uso de coletes... e estou a abreviar.

No seu caso, penso que se estiver a corricar aos Robalos e a família for a ver, penso que só você terá de ter o colete... parece ridiculo e até se calhar é, mas é o que temos.

Entretanto tudo indica que poderão haver alterações, atendendo ao último comunicado da ANPLED, mas até que saiam de facto portarias regulamentadoras, não teremos a certeza.

Para ser mesmo competente, aconselho-o vivamente a enviar um mail ao Comandante do Porto da Capitania onde desenvolve a sua prática e colocar-lhe a questão, aguardando a resposta pela mesma via, tirar uma cópia e fazer-se acompanhar por ela no mar... nunca se sabe se não haverá algum agente que pense doutra forma e é melhor estar prevenido.

Entretanto, na medida que for sabendo das novas, colocarei por aqui.

Abraço

Anónimo disse...

Caro Senhor Ernesto Lima.
Boa tarde.
Completamente de acordo com o que diz no Seu artigo. A incompetência é tanta, que fica aqui bem explanada (aqui na foto e no artigo). Paralém disso, perece que o desporto é só futebol e pouco mais.
Mas a incompetência da comunicação social é tanta, que se vê em outras áreas da comunicação: desvirtuamento do verdadeiramente acontecido, fotografias de pessoas ou momentos, que já não fazem parte. etc., etc., etc.. Profissionalismo? Quase não há em nada. É amadorismo, amadorismo, amadorismo.
Um abraço e continuação deste nosso bom "vício" saudável.
Humberto Domingues - 2013.10.17;13h43m.-

Ernesto Lima disse...

Boa tarde Sr. Humberto Domingues

Grato pelo comentário.

De facto, face ao acontecido, aí temos mais uma área onde os profissionais não cuidam do seu trabalho como deveriam... é pena!

Abraço

Rui disse...

Bom dia Sr.Ernesto.
estive a ler o seu blog ou seja vou lendo aos poucos consoante o tempo que tenho e simplesmente adorei.
ando à procura de uma cana e carreto para me iniciar na pesca embarcada para fazer umas pescarias na zona de Sines. pode fazer-me algumas recomendações? agradecia imenso. e continue a postar no blog porque está fantastico.Parabéns.

Ernesto Lima disse...

Bom dia Rui

Grato pelo comentário.

Sobre o que me pede, é daquelas coisas que não são propriamente fáceis de fazer, isto porque fica-me sempre o problema de induzir em erro, sugerindo material que possa não ser adequado a si ou ao qual não se adapte.

Vou sugerir-lhe o seguinte:

Mande-me um comentário com o seu endereço de mail e o seu número de telemóvel. Eu não publico esse comentário e depois contacto-o, podendo assim trocarmos impressões que me permitam aconselhá-lo melhor.

Abraço