domingo, 12 de setembro de 2010

Momentos...


... Uns melhores outros piores, por vezes condicionadores de comportamentos e acções não tão pensadas quanto desejaríamos e, no caso das limitações temporárias que impus no blog, pode dizer-se que me sentia tão azedo quanto o mar, na imagem de abertura.

Analisando as razões do azedume concluo que estas se sediam quer em um momento de vida em que sinto necessidade de alterar, modificar, fazer algo diferente; quer na constatação estatística de que o número de leitores que desfrutam deste espaço é escandalosamente superior aos que comentam, para não falar na quase nula retribuição no que a experiências e técnicas diz respeito.
Então, numa hora mais azeda e não muito feliz, resolvi fechar o blog por completo, pensando em iniciar um outro, com características totalmente diferentes... Do tipo: tomem lá fotos de capturas e agora adivinhem como terá sido!

A contínua auto avaliação obrigou-me a voltar atrás, ao aperceber-me que a pessoa que tomou essa atitude não sou eu, ou, talvez o seja... Em determinados momentos.

Portanto, não vai acontecer nada à "Minha Pesca". Eu vou continuar a escrever, quem lê e comenta porque gosta, vai continuar a poder fazê-lo, e... Etc..

Importa ainda referir que nunca foi minha ideia fechar o blog, abrindo-o unicamente para alguns. Essa é a informação que, por defeito ou minha inépcia, é fornecida pelo servidor.

Até ao próximo relato

Boa noite a todos os leitores

28 comentários:

antonio.abranches disse...

Bom dia Ernesto,
Foi um susto, como quando perdemos algo importante. Visito regularmente "A Minha Pesca" porque os seus relatos me levam até uma jornada de pesca embarcada. A qualidade e a quantidade das suas experiências é enorme e funcionam para mim como um todo que é a pesca. Mas é a forma como analisa as suas opções, como se estivesse a transcrever os pensamentos, que mais me fascina. Muito obrigado por continuar a partilhar os seus relatos no blog.
Um abraço.

António Abranches

cesar_rosa2003 disse...

Obrigado por voltares

Anónimo disse...

Obrigado Ernesto.

Obrigado a abrir novamente o blog porque se bem precebi é de interesse (para mim é) e os telefonemas foram mais que muitos. Eram meninos como eu aos quais tiraram o chupa... Fecho porque não há retorno de experiencias ???, bem,.. se calhar alguns como eu, que são leitores frequentes do blog, não se atrevem a comentar, porque não têm nada a dizer a não ser obrigado, e por isso...

OBRIGADO
ToZe (Évora)

Anónimo disse...

Olá Ernesto! Por momentos pensei que tinha acontecido algo ao blog... compreendo o teu desabafo... neste mundo da "pesca" por vezes somos surpreendidos por situações inesperadas ou atitudes menos positivas... como sempre a tua postura foi muito nobre! Força amigo e continua a fazer aquilo que mais gostas... com ou sem blog!

Abraço, Luís
Saudações da tribo Fishyak

Kaywox disse...

Olá Ernesto...
andas a ficar azedo!...mas se estivesse ao teu lado te chamaria coisas piores...no final irias lançar uma gargalhada...mas irias pensar se falava a sério ou não.

eu já discuti isto com milhares de pessoas...
quem ofereçe não pode ser com o intuito de receber...
e quem tem blog não pode estar a espera de comentários obrigatoriamente.

eu sou leitor de tudo o que escreves...por vezes nos dias em que escreves, não estou inspirado para comentar...e ao fim de 3 dias eu creio que é tarde para comentar e por isso fico por dizer algumas coisas.

vai ao meu blog e vê a quantidade de coisas que escrevo sem 1 unico comentário.

não é por isso que deixo de escrever, lá deposito os meus pensamentos, materiais e tudo o que tem a ver com a minha vida de pescador, alem disso tenho o blog como uma base de dados aberta a todos, de tudo o que é meu e tudo o que opino e os resultados.

acima de ter comentários tenho coisas engraçadas que me faz escrever nem que não seja para eu passar o meu tempo.

até hoje 4 pessoas que nunca tinha visto na vida me abordaram a perguntar se eu sou o zé kaywox...
as 4 são leitores do meu blog e 1 deles hoje em dia pesco com alguma regularidade, até hoje só 1 deles fez um comentário no meu blog...

aquilo que notei com eles é indescritivel...sabiam "tudo" de mim e sabiam as amostras que eu tinha na mochila...isso dá que pensar....há quem leia tudo o que escrevemos...e tornasse quase que um amigo que nunca vimos...e no dia em que eles encaram comnosco...até nos sentimos estrelas de hollywod prontos para dar autografos...

digo-te uma coisa ernesto...escreve e escreve sobre tudo o que quiseres...eu e muitos gostamos muito do que escreves...aprende-se muito neste blog...eu pessoalmente agradeço toda a partilha do conhecimentos que fazes.

1 abraço

fernando dores disse...

obrigado por voltar atrás na sua desição sr ernesto .encontro-me a trabalhar na arabia saudita ,sou de setúbal e faço pesca embarcada pois tenho também um barquito .estando eu táo longe e adorando a pesca este seu magnifico espaço é para mim maravilhozo .o sr é uma pessoa de muito saber vejo isso quando leio os seus reports das suas magnificas pescarias ,tentando sempre dividir com todos o seu conhesimento .muito obrigado sr:ernesto não nos deixe ficar no escuro e se alguem pensa diferente é burro ou estúpido ,boa continuação amigo e tudo de bom para si é o que lhe dejejo uma boa noite as:fernando dores

Ernesto Lima disse...

Viva Pessoal!

Grato pelos comentários!

Quando iniciei o blog, não pensei em receber fosse o que fosse, assim como hoje... Continuo a não esperar receber seja o que for!

Esperava, no entanto, interacções com outros pescadores mais ou menos experientes, mais ou menos conhecedores, mais ou menos experimentadores, mais ou menos capazes de receber ou transmitir conhecimento...

Sinceramente, a discrepância entre comentadores e visualizadores de páginas, no tal dia menos bom, irritou-me!

Cometi no entanto o que considero um erro crasso de avaliação... Esqueci-me dos que comentam, lêem e desfrutam deste local como eu.

Neste momento sinto-me até desconfortável ao ouvir os Vossos "obrigados"... Muito porque os sinto como consequência do que considero um meu erro de julgamento e consequente actuação.

Deixemos portanto isso e aguarde-se a próxima entrada em que o peixe não é muito, mas a vontade de o capturar e tentar perceber como o fazer... Não para!

Abraço

Ernesto

Anónimo disse...

Bom dia Professor,

o que é que um aluno tem para ensinar a um Mestre? Nada.
Apenas demonstrar gratidão por tão sábios ensinamentos e, no meu caso, de vez em quando escrever umas "baboseiras" para mostrar que estou presente. Não vá o professor enviar-me um postal para o meu encarregado de educação a informar que já atingi metade das faltas! LOL

Um abraço do seu aluno
Pedro

nuno disse...

Bom dia Ernesto,

de facto foi com surpresa que vi que a conta estava fechada, pior ainda foi quando achei que poderia voltar a ver o blog, mas que para isso tinha que ser convidado....comecei desde logo a pensar contactá-lo, mas não tinha o seu email.

Queira dizer-lhe que a ausência de comentário da minha parte não se deve ao desinteresse pelo tema, à vontade de guardar só para mim o que vou vivendo na pesca ou qualquer tipo de desrespeito pelo autor.

Na realidade este blog funciona para mim como um livro que se vai escrevendo a cada capítulo, um livro no qual nunca sabemos o que se vai passar ou quem vão ser as personagens principais.

É a espectactiva da 2ªfeira..., o vir descobrir a este espaço se já tenho mais um capítulo para ler ou se me limito a reler o anterior, no fundo é quase um segredo que partilho apenas com quem sei que vai dar valor ao que aqui lê....

Se por um lado não comento no blog (a não ser uma situação que nada teve a ver com pesca), estou sempre pronto para partilhar experiências, sejam elas em pescarias (como a que fizemos com o pessoal do porto de abrigo), almoços ou simples convívios.

Acho que o verificou na disparidade de nºs se explica com a sua capacidade de escrever e descrever, a qual lhe trouxeram o grande número de fieis seguidores...

Continue assim.

Obrigado

Nuno Lebre

João Martins disse...

Ora seja bem reaparecido, Ernesto!
Como vê a alteração brusca, mesmo que intencional, das componentes dinâmicas da nossa vida provocam algumas pequenas derrapagens mentais
A solução é deixar-se ir na curva e atacar a fundo à entrada da nova recta, sem deixar cair as rotações... E para segurar a máquina, nada de guinadas no volante... hehehe
“A Minha Pesca” é um hino à pesca, um guião para todos nós e foi assim que a criou. Percebo a sua reacção mas é difícil generalizar a “transparência” desta arte e respectivos artistas. Para mais um blogue não é o figurino que melhor se ajusta a esse objectivo. Com os seus muitos recursos, há-de calmamente encontrar soluções para melhorar o panorama actual
Até lá, acredite que na pior das hipóteses a sua pesca já nos obrigou a todos a repensar a nossa pesca. Acha pouco?

Abraço JM e... nervos de aço!

Anónimo disse...

Ernesto,
É com muito prazer que vejo que afastaste essa nuvem negra que pairou sobre a tua cabeça. Obrigado por isso!
Quanto aos teus motivos, sou obrigado a compreendê-los, a pensar sobre eles e a penitenciar-me sobre a falta de retorno de comentários. Eu sou um dos muitos que bebo aqui, quase diariamente, não só sobre os últimos relatos, mas também sobre escritos antigos. Sou mais um dos que aprendi quase tudo o que sei contigo, com os teus posts, com a tua paciência e com o teu gosto em partilhar. Sou mais um dos que decidi "seguir" a Tua Pesca para iniciar uma minha e que tive o prazer de conhecer pessoalmente e passar alguns bocaditos contigo. Tanto que tens dado e tão pouco tens recebido. E todos nós somos culpados, todos nós que nada damos! Umas vezes por acharmos que nada temos a acrescentar, outras por não saber muito bem como o fazer, se comentando os artigos, se enviando um email com algumas dúvidas, dicas ou relatos; e ainda outras vezes por puro egoísmo e falta de paciência. Penso que esta tua atitude trará uma nova dinâmica a este teu espaço, pois todos nós assumiremos, com toda a certeza, a nossa responsabilidade de dar um pouco de nós a um espaço que tanto nos deu e continuará a dar. Obrigado Ernesto por tudo e pessoal, vamos mudar a nossa atitude.
Abraço
João Carlos Silva

Anónimo disse...

Obrigado Sr. Ernesto por ter voltado!?

Foi grande a azia que fiquei quando vim visitar o seu blog e apareceu aquela "mensagem" que voçe menciona, mas acabei por compreender se essa fosse a sua decisão mas ainda bem que voltou atrás.

MCumprimentos,
Tiago G.

A. Ferreira disse...

Viva Ernesto,
Apenas para dizer OBRIGADO, por continuar a partilhar as suas vivências e experiências.
Também fiquei "agarrado" pela pesca nesse local.
Abraço,
António Ferreira

Marco Aurélio disse...

Obrigado

João Rosa disse...

Caro Amigo Ernesto
Já uma vez sugeri reunir todas as suas histórias e jornadas de pesca e publicá-las em livro.Seria uma maneira de alguma puder vir a ser recompensado pelos ensinamenos e experiencias que põe nos seus relatos. Asseguro-lhe que seria um sucesso.
Compreendo as suas frustações de que tudo dá e a unica coisa que recebe são uns poucos comentários de apoio, para além de lhe reconhecerem um Grande e amigo pescador. Por favor não desista.
Um abraço.
Joao Rosa

amorim disse...

...é só para te dizer, que mesmo com infindáveis tristezas que me tem perseguido ultimamente, não deixo de andar por aqui, colhendo alguns momentos de satisfação. Sabes que se alguma coisita aprendi de pesca, começou neste espaço, e continuou no bom companheiro que és, não desistas rapaz...

Abraço

Ernesto Lima disse...

Bom... Pessoal!

As Vossas respostas vêm confirmar as "derrapagens mentais" referidas pelo João Martins, meu bom amigo e, talvez, maior crítico. Em boa hora, diga-se de passagem!

Não estava à espera destas Vossas manifestações, nem foi essa a intenção da "derrapagem mental"!

De qualquer modo, pegando nas palavras do Pedro, um "professor" aprende quando um aluno pergunta ou afirma, nunca fazendo juízos de valor sobre a pergunta ou afirmação pronunciadas. Está treinado para isso e aprende enquanto elabora o raciocínio para responder.
Um professor aprende também quando analisa e discute com os seus pares, quando aparecem dispostos a partilhar conhecimentos. Esta última forma é mais difícil, direi mesmo menos usual, talvez por dificuldade de exposição em níveis idênticos de conhecimento!? Mas quem os define? Quem os conhece?

Bom mesmo é falarmos e deixarmos de lado as questões professor/aluno, aluno/aluno, professor/professor... Porque não pensarmos só na relação pescador/pescador?

Grato pelos comentários

Abraço

Ernesto Lima

Ernesto Lima disse...

Viva Amorim!

Se esta "derrapagem mental", serviu pelo menos para que saísses lá do teu casulo, já valeu a pena!

Abraço

Ernesto

Apneialusa disse...

Bom dia caro Ernesto.

Confesso que nem me aprecebi se o o blog este inacessivel ou não, e sou um daqueles que em várias visitas semanais quase desde o inicio do blog, talvêz tenha feito 1 ou 2 comentarios.
Confesso também que muito triste ficaria se deixasse de ter esta pequena cronica de dia de mar para ler sempre que possível.
O resultado foi que com estas lições de pesca de zagaia, a minha favorita, consegui este verão duas belas capturas que gostava de partilhar.
Cumprimentos e bons petiscos,
Vitor

Anónimo disse...

Caro Ernesto:

Sou um seguidor do seu blog, há já pelo menos um ano. É sempre com grande satisfação que verifico quando colocou postagens novas e foi com grande desilusão que vi o meu acesso ser barrado, das últimas vezes que tentei aceder ao mesmo.
Sou pescador de costa e embarcado, já fiz algumas pescas aí pelas suas zonas, mas o meu habitat natural é o Cabo da Roca.
De todos os blogues de pesca que conheço, o seu é de longe, o que mais me interessa e mais prazer me dá poder lê-lo. Digamos que através dele acabo por sentir que também fui à pesca, apesar de os afazeres diários não me permitirem ir com a frequência desejada.
No fundo queria só deixar um abraço e pedir-lhe que mantenha o blogue aberto, pois por cada pessoa que possa às vezes aborrecê-lo com atitudes ou comentários menos próprios, há de certeza muitos como eu, cuja leitura dos seus textos se tornou num prazer do qual não gostaríamos de ser privados.

Um abraço e saudações piscatórias.

Pedro G.

Ernesto Lima disse...

Ao Vitor e ao Pedro G., agradeço os comentários!

Abraço

Ernesto

Anónimo disse...

Pffff.......

Ahhh fechas-te o Blog...

Só para convidados dizia a mensagem. pois bem; assim seja!

Esperei calmamente pelo convite e bla bla bla ...LooooL!

Claro que te percebo amigo, é grosso modo comparando como um jogo de futebol em dia de casa cheia sem que ninguém esboce um ruído...Vão-me dizer; ah mas o jogo desenrola-se mesma. É verdade, mas não é a mesma coisa!A vida é feita de interacção.

Aquele abraço, amigo.

PS - Ainda pensei telefonar-te mas como sabes, também eu queria sair da curva e atacar a recta a fundo, mas sabotaram-me o carro...

PS2 - Ora seja muito bem aparecido Amorim. espero que tudo esteja a correr bem com o amigo.

Anónimo disse...

Caro Ernesto,

Foi com bastante tristeza que fiquei a saber que pretendia deixar de privar connosco as suas grandes "aventuras" sou um seguidor do seu blog desde que tenho conhecimento do mesmo o que já lá vai para cerca de 2 anos e meio, pesco muitas vezes ao seu lado nesse mesmo mar de Sines e tem sido consigo que tenho aprendido praticamente tudo aquilo que agora consigo fazer na pesca embarcada nesta mesma zona de pesca...compreendo que muitas vezes não comentamos nada sobre aquilo que escreve porque tal como é o meu caso nem sabemos que dizer sobre tão magnificas aventuras que nos relata....não deixe de o fazer porque ler o seu Blog é como ler um romance que nunca tem um fim e que nos desperta muitas vezes para outra dimensão.

Obrigada!

Rui Mendes (Sintra)

Nuno Paulino disse...

Acompanhei este teu desabafo (prefiro chamar-lhe assim)desde que ainda estava em formação na tua cabeça. Sabes qual foi a minha reacção.Por te conhecer bem sabia que a luz iria aparecer e resolver esse "enliamento" que por ai vai fruto desta tua nova etapa.
Como vês são muitos os que apreciam aquilo que fazes e o modo como o fazes.
Esperei até agora para te deixar um comentário para te poder dizer que eu avisei-te!
Abraço, amigo

Sargus disse...

Sr Emak, compreendo perfeitamente a tua decisão, e apoio perfeitamente, também eu já fiz o mesmo, também tive amigos e leitores que me mobilizaram para colocar novamente online, e lá estou eu no meu Oceanus (só lá vai quem quer, só comenta quem quer, no prob.

Partilho da opinião do Kaywox.

Por outro lado vinha pedir-te explicação do porquê não ter sido convidado ;)

Então aquela trabalheira toda que tive para "copiar e passar" o teu anterior blog para o blogspot e agora fechavas...

Mau...

;)

A TUA PESCA, SERÁ SEMPRE A NOSSA PESCA!...

Grande abraço caro AMIGO

Ernesto Lima disse...

Viva aos comentadores a quem ainda não respondi: Rui Mendes, Nuno Paulino e Fernando Encarnação (Sargus)!

Já não sei que diga, mas na verdade, convenço-me que, num momento menos bom, tomei uma atitude consciente, embora precipitada e já explicada, parece-me também percebida pelo menos por todos os que têm comentado.

Ao Fernando Encarnação quero dizer que quando fechei, fi-lo com intenção de transformar o local em bloco notas e abrir um outro blogue, com características diferentes, não o tendo comunicado a ninguém excepto, de forma leve e pouco concisa, ao Nuno Paulino. com quem convivo mais de perto, ao vivo e a cores.

De qualquer modo, certamente não deixaria de te dizer alguma coisa, pois não me esqueço nunca de quem me faz bem e/ou me apoia. Podes estar certo disso.

A questão é que a coisa aconteceu e quando fechei, nem sequer pensei nisso, seria coisa a fazer posteriormente, caso se mantivesse a opção tomada. Ainda bem que não!

Grato pela atenção!

Abraço

Ernesto

Sargus disse...

Bloco de notas será sempre Ernesto, as nossas notas, os comentários são uma forma de interacção entre os que visitam e tem tempo, gostam de dar a opinião, etc etc.

Boas pescas e força nesses relatos que tão especiais são e nos brindam com magia de quem conhece o mar e tem uma maneira especial de ver o Oceano.

Grande abraço.

;)

Alguma coisa dispõe...

;)

Ernesto Lima disse...

Viva Fernando!

Essa do bloco notas também é verdade.

Quanto ao resto... Agradeço a tua interpretação!

Abraço

Ernesto