sábado, 11 de dezembro de 2010

Cronologia de uma "Rapidinha"!

O tempo está bom! Vim para Sines!

Cheguei por volta das 13.00 horas deste Sábado, 11 de Dezembro, com mar a acalmar e temperatura amena que me obrigou a tirar roupa enquanto preparava o barco para sair.

O Mar convidava-me, dizendo-me ao ouvido: então... Não vens? Anda que está de feição!

Não lhe resisti! Preparei tudo, antecipando o Domingo que ainda está para vir!
A Sardinha estava acomodada...


... O Caranguejo também!


As canas foram montadas, prontas para entrar em acção... Uma para pescar na mão e outra para isca viva, aquela mais afastada, com uma bóia branca e vermelha...


... Nunca se sabe!? Entrando algum peixito que sirva, vai para baixo e pode sempre dar uma alegria. Se não se usar é que nada acontece certamente!

Está tudo arrumado, o poço libertado e a postos... Saio para o mar!


Chego ao pesqueiro, ali pertinho da baía, tentando maximizar o tempo útil de pesca... Mais que não seja, pesco e apanho o jantar!

Sondo, gosto do que vejo, determino a deriva e fundeio!

Corto a Sardinha para iscar...


... Também o Caranguejo!


Pescas para baixo e toques imediatos, indicadores que talvez jante e ainda sobre peixe!?

Os roubos iniciam-se com alguma agressividade que é bem vinda! Entra um primeiro Parguito, aí de quilo, logo seguido de outro com o mesmo tamanho. E os Vossos avós... Onde estão, penso para comigo!
Atiro outra vez, vario com Caranguejo... Será que "elas" também andam por aqui? Os toques avivam e uma Sargueta, daquelas que dão uma dose de adulto, não se faz rogada e sobe ao poço. Volto à Sardinha. Não que não goste de Sargueta... Mas não é isso que quero!

Novos toques, luta mais intensa e sai o primeiro Sargo de bom tamanho!


Para quem não se importava de só apanhar o jantar... A coisa está a compor-se! Penso...

A Sardinha continua a encher anzóis, entram mais uns quantos Sargos, iguais ao primeiro e, de repente, este aqui de baixo... Um pouco maior!


Os roubos não param, assim como os Sargos que vão subindo... Um aqui, outro ali!

Os toques mudam de tom! Ferro um peixe grande e deferra-se ainda lá no fundo, sem me dar oportunidade de com ele dialogar, mas os sinais são bons, a fé está em alta e os movimentos são rápidos e o mais precisos que consigo. Não penso em nada! Só na acção que decorre! Não quero muito... Não quero pouco... Só quero pescar! Talvez aquele, "o tal", caia hoje!?

Os Sargos voltam! Entram mais dois... Um ao Caranguejo, no anzol de cima; outro à Sardinha, no anzol de baixo!

O jantar já dá para duas casas de família, se não forem muito grandes, e eu continuo à procura do "tal"!

A Sardinha, tapando anzóis, cai outra vez! A linha inclinada, fruto da aguagem leve que se faz sentir, pára! Recolho a excedente e aguardo... O toque é mais bruto, a luta também, e... Sai-me o vermelho que se mostra em baixo!


Não era este o tamanho que procuro, mas, à falta de maior, já não está mau!

A luz do dia já me falta, nesta meia jornada de Inverno, tirada a ferros à última da hora. Os toques esmorecem, é hora de voltar ao porto, tratar do barco e jantar o almoço de que me esqueci, fruto de toda esta azáfama com que não contava e que justifica, uma vez mais, a necessidade de estar lá, procurar e pescar! E um peixito para a cana de isca viva que nem sequer entrou, fazendo com que dela me esquecesse!? Enfim...

Só lá, no mar, se consegue fazer dum dia de nada, um dia de caixa bonita, como a que se mostra!


Já jantei, aqui no Zé Beicinho, um daqueles parguitos mais pequenos, escalado na brasa... Delicioso!

Não vos posso ter aqui! Hoje, não tenho interlocutor para falar da "matéria"... Resolvi falar convosco!

Amanhã há mais pesca e por aí afora... Depois conto!

Entretanto, para aqueles que não têm a sorte de estar a pescar em qualquer lugar, deixo aqui alguma pesca, mesmo muito rápida, na perspectiva de vos alegrar!?

Boa noite a todos os leitores!

14 comentários:

Rebolo disse...

Boas Ernesto,
Aqui estava eu a rever o meu blog quando vejo uma actualização na lista, alias duas, a outra vou ler a seguir do Nuno Paulino.
E que vontade me deste em ir lá para dentro, fazendo com que o sorriso se apoderasse de mim durante a leitura e neste momento em que escrevo, pela felicidade e bem estar que transmites nos teus relatos.
Quanto à pescaria só me resta dar-te os parabéns bela pescaria à lá Ernesto.
Boas canas, para amanha, as quais espero ver com grande ansiedade, já que uma pequena avaria na minha viatura me limita não podendo por meu 2º menino, lá dentro.
Os próximos dias prometem em condições de tempo para a pratica.
Da-lhe com força.
Abraço

Nuno Paulino disse...

E soube bem esta tua pesca.
Obrigado por isso.

Abraço

Nuno Paulino

Ernesto Lima disse...

Viva Pessoal!

Grato pelos comentários!

Já tenho novidades... Ehehehehe

Assim que puder, vai entrada!

Abraço

Ernesto

Ernesto Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ernesto Lima disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Ernesto Lima disse...

Viva Pessoal!

Não se assustem!

Os comentários eliminados não foram fruto de nada para além de repetições da minha resposta que não sei bem porquê aconteceram!

Abraço

Ernesto

valter72 disse...

Mais uma muito boa pescaria a solo.

Jose Valle disse...

Impresionante como siempre, emhorabuena y un saludo

Anónimo disse...

Esta sua pesca oferece sempre um sorriso.
Com a leitura, quase que se procuram os anzóis para iscar e tentar a sorte.
Obrigado.

António Abranches

Anónimo disse...

Bom dia professor
Mas que bela rapidinha!
Amanhã, terça-feira, também eu vou por a minhoca de molho a Peniche. E apesar de não ser zona de douradas vou levar uns pilados. Pode ser que engane algum....
Ia perguntar-lhe como isca o carangueijo mas pela foto já percebi que é cortar em 2 ou 4 (consoante o tamanho da criatura e do anzol) e bota para baixo. Costuma prender com fio ou é ao natural?
Um abraço do seu aluno
Pedro

Anónimo disse...

Viva Ernesto!
Só mesmo tu para conseguires com que eu, agora que ando sem tempo nenhum, me sinta no mar contigo. Obrigado por isso
João Carlos Silva

Ernesto Lima disse...

A todos vós:

Grato pelos comentários!

Ao Pedro:

Viva Pedro! É ao natural! Nada de fios!

Ao José Valle:

Gracias Jose por el comentário!

Ao António Abranches:

Fico satisfeito por colocar esses sorrisos na vossa face!

Ao João Carlos Silva:

É isso! Importa manter o pessoal com vontade de lá estar!

Ao Valter:

Há horas de sorte...

A todos vós, um grande abraço!

Ernesto

João Martins disse...

Viva Ernesto
Se ainda houvesse dúvidas, um excelente página de texto e fotos a demonstrarem que a pesca é muito simples em termos de cenário e de equipamentos
O busílis da questão está na atitude mental que cada um adopta antes, durante e depois e isso é o grande trunfo dos "Escolhidos". De muito poucos, é bom de ver
Um Obrigado muito sincero por tudo aquilo que nos vai transmitindo

Abraço JM
.

Ernesto Lima disse...

Xiiiii... Companheiro João!

Mais logo ainda vão pensar que ando a fazer "macumbas" para apanhar peixe!? Lololololol.

Tou a brincar!!!

É verdade... A atitude ajuda muito!

Grato pelo comentário!

Ab

EL